6 estratégias de marketing digital no Linkedin

linkedin

Maior rede social de negócios do mundo, o Linkedin oferece diversas opções de estratégias de Marketing Digital que devem ser levadas em conta ao explorar tudo que essa plataforma oferece. Ainda não faz parte dessa rede? Então bora saber como fazer!

É simples: quando você identifica onde seu potencial cliente está, é para lá que você deve ir. Essa máxima vale tanto para lojas físicas quanto para o mundo digital. Cada vez mais, as marcas investem em presença online e têm obtido retornos excelentes. Mas, claro, tudo deve ser feito com o devido planejamento e com o cuidado para não “meter os pés pelas mãos”.

Perfil pessoal ou conta empresarial? Como descubro se meu público está no Linkedin? É igual ao Facebook e o Instagram? Essas e outras diversas perguntas surgem aos montes nos contatos que temos com possíveis clientes e nos atendimentos dentro dos Workshops que a Gama ministra. E é sobre tudo isso que a gente vai falar agora!

O que é o Linkedin?

Para começar, vamos te explicar desde o começo. Provavelmente você nem saiba, mas o Linkedin surgiu em 2003. Isso mesmo, há 17 anos, amigos perceberam que ainda não existia um ambiente online focado em relacionamentos voltados para o mercado de trabalho. A partir de então, convidaram 300 participantes para o teste e fundaram o LinkedIn.

Mesmo demorando para emplacar aqui no Brasil, o Linkedin se consolidou mundialmente há bastante tempo e tem crescido na preferência das empresas por aqui. Há diversas opções de uso e principalmente de estratégias de Marketing Digital para Linkedin. Prova disso é o relatório Social Media Trends, estudo da Rock Content que mostra o aumento dos números desta plataforma.

Cada vez mais pessoas aderem ao Linkedin como rede social principal
Crescimento do Linkedin é alto entre 2019 e 2021. A tendência é de sequência desse aumento.

A rede surgiu para ajudar profissionais ao redor do mundo a compartilhar informações sobre suas carreiras e, assim, tentar se inserir no mercado, seja se apresentando para novos empregos ou mesmo ampliando a presença digital da sua empresa. Atualmente, conta com mais de 550 milhões de usuários ativos.

Uma das provas do sucesso do Linkedin na área corporativa é a plataforma de vagas, chamada LinkedIn Job Search, que é uma das principais formas de contratação de muitas empresas.

Quais são as ferramentas oferecidas no Linkedin?

Bom, se você ainda não conheceu o Linkedin, ao abrir a plataforma você vera um layout e encontrará funcionalidades muito parecidas com outras plataformas, principalmente como o Facebook. Para iniciar, você escolherá uma foto, definirá nome e a descrição da página, colocará sua localização, sites e/ou outras redes sociais.

Uma diferença muito importante na rede é a existência de perfis pessoais e Company Pages (que seriam as Fanpages do Facebook). No caso de empresas, indicamos seguir a segunda opção. As Company Pages contam com uma série de informações e relatórios estratégicos entregues pelo próprio LinkedIn sem custo algum. Com eles, será possível analisar pontos positivos ou questões a serem melhoradas na gestão da página.

Perfil pessoal no Linkedin

Se você não é dono de um negócio ou não gerencia uma empresa, seu uso do Linkedin será limitado a relacionamentos profissionais com outras pessoas interessados nos mesmos assuntos, além de busca de emprego ou intercâmbio de conteúdo. E, além disso, se você tem um negócio é importante que seu perfil pessoal seja bem interessante, afinal você é a sua empresa. Então, lá vão algumas dicas rápidas para você criar um perfil pessoal atraente:

  • Prefira mostrar o que você sabe, ao invés de somente escrever (a não ser que sua expertise seja a escrita 😊);
  • Peça recomendações de amigos, conhecidos e parceiros comerciais que tenham relacionamento com seu segmento de atuação;
  • Otimize as palavras e elimine as dispensáveis. Foque em causar boa impressão logo de cara, evitando as palavras mais usadas para descrever a si mesmo, como criativa, organizacional ou eficiente.

“Se você está usando as mesmas palavras que todos os usuários do LinkedIn, está se misturando. As buzzwords (palavra ou frase de efeito para impressionar) são realmente apenas palavras vazias. Ninguém está prestando atenção de verdade nelas”.

Nicole Williams, diretora de conexão do LinkedIn.

Company Pages no Linkedin

A criação de uma página de empresa é bem semelhante à criação pelo Facebook. Porém, no Linkedin há informações bem mais detalhadas. Logo no início do processo de criação, você poderá informar tamanho/proposta da empresa. As opções são:

  • Pequena Empresa: menos de 200 funcionários;
  • Média a grande empresa: mais de 200 funcionários;
  • Showcase page: associada a uma Company Page existente;
  • Instituição de ensino: escolas, faculdades, universidades.

Depois disso, lembre-se de informar o máximo de dados referentes ao seu negócio. Quanto mais detalhado, maior a chance da sua empresa ser encontrada nas buscas. Página criada, comece a explorá-la!

Conceitos básicos deverão ser levados em conta para utilizar a rede. Assim como as outras redes sociais, você deve ter uma frequência de postagens, explorar os conteúdos relevantes e, principalmente, interagir com seus seguidores.

Como obter resultado com estratégias de Marketing Digital no Linkedin

Agora que você já sabe como dar o primeiro passo para estar no Linkedin, é a hora de planejar e executar as estratégias de Marketing Digital. Sim, como sempre falamos, o primeiro passo é sempre o planejamento.

Assim como em outras redes sociais, os conteúdos relevantes têm um desempenho muito interessante no Linkedin. A diferença é como você posiciona estes conteúdos e a quem você está promovendo-os. Dando check nos primeiros pontos do planejamento – público-alvo definido, objetivos SMART estabelecidos e orçamento alocado – você poderá então colocar em prática as melhores estratégias de Marketing Digital no Linkedin.

Papel e caneta em mãos? Ou melhor, notebook em mãos?! Ok, então vamos à nossa lista com 6 estratégias de Marketing Digital no Linkedin.

1- Demonstre seu conhecimento e autoridade

No LinkedIn, conteúdos gerados por outras pessoas tendem a ser melhor recebidos. Por isso, é importante focar na distribuição de publicações por meio de perfis, em contas individuais. O público gosta de conferir compartilhamento de experiências, ideias e perguntas.

Assim, encoraje os seus colaboradores a publicarem artigos sobre temas relacionados à sua marca, compartilharem links do seu site e fazerem parte da sua estratégia de marketing. Quanto mais pessoas falarem bem sobre a sua empresa, produtos ou serviços, melhor será para construir uma boa imagem.

2- Conteúdos geram relacionamentos de qualidade

Essa dica é muito relacionada a outras redes sociais. Quando as pessoas percebem que uma marca tem autoridade sobre determinado assunto, a aproximação é natural, pois potencializará esse conhecimento. Por isso, cada conteúdo deve ser planejado e conduzido para isso.

O compartilhamento de conhecimento é valioso, pois atrai interesse, gera engajamento e demonstra que você, de fato, entende daquilo. Essa troca é fundamental, pois vai tornar o relacionamento com seu potencial cliente muito mais natural.

3- Use as palavras-chave certas

Aqui destacamos uma estratégia que difere de outras redes sociais, principalmente do Instagram. Para encontrar as principais palavras-chave do seu segmento de mercado, aplique as técnicas SEO (confira AQUI como fazer) assim como faria em estratégias do Google. Pesquise quais termos estão em alta no Linkedin e use esses dados para criar seus conteúdos.

Priorize os termos com mais ocorrências e menos concorrências. Para te ajudar, indicamos algumas ferramentas:

  • Keyword Tool: pesquise Keywords em diversas plataformas e encontre as mais utilizadas;
  • Google Keyword Planner: o planejador de palavras-chave do Google vai te entregar boas soluções na obtenção de termos pesquisados;

4- Linkedin Ads

Este é um dos grandes diferenciais do Linkedin em relação a outras plataformas de anúncio. O visual e a forma de anunciar é muito semelhante ao que o mercado já está acostumado com Facebook Ads. Porém, a segmentação é muito mais precisa e pode entregar resultados muito bons.

O ponto negativo é o valor, pois o custo de anúncio mínimo ainda é alto, o que impede que sejam feitos muitos testes. Porém, acredite, o retorno é certeiro se você souber criar bem o seu público. Seu anúncio será entregue para quem realmente tem interesse nele!

Nas campanhas de Linkedin Ads, você pula etapas que são fundamentais na Jornada de Compra em outras plataformas digitais. Os leads são mais qualificados, pois seus anúncios são direcionados para o fundo do funil.

5- Crie showcase pages

Além da sua página de empresa, o Linkedin oferece uma opção muito interessante como estratégia de Marketing Digital. As showcase pages são estilos de vitrines para conteúdos diversos, onde você pode apresentar produtos e serviços de uma forma diferente.

Para quem tem mais de uma linha de produtos, diferentes submarcas ou até mesmo serviços específicos, essa é uma maneira para segmentar melhor o que sua empresa oferece. Mais que isso, para o público é uma grande vantagem poder seguir apenas os conteúdos que o interessam.

6- DICA EXTRA | Ebook gratuito

Deixamos por último uma dica muito legal, que engloba todas as outras e ainda trará novas soluções para a sua atuação no Linkedin. Pensando na qualificação dos usuários da sua plataforma, o Linkedin oferece um ebook gratuito:

“Um guia estratégico com entrevistas e dicas de líderes de marketing combinadas com insights especializados da nossa equipe de Soluções de Marketing do LinkedIn sobre como anunciar para quem importa”

Linkedin

Para fazer o download, não precisa nem ter conta criada na plataforma, basta clicar AQUI, preencher o cadastro e baixar!


Gostou do nosso conteúdo? Se você acha que isso tudo faz sentido para o seu negócio e quer saber um pouco mais sobre como colocar em prática, estamos aqui. Se a sua empresa atua B2B, entre em contato com a nossa equipe e descubra como podemos te ajudar!

Modelo Freemium: Já conhece essa estratégia?

mulher escutando podcast

O modelo Freemium é uma estratégia de negócio muito utilizada por várias empresas atualmente. Trata-se do oferecimento de um serviço totalmente gratuito mas com certas limitações, que podem ser supridas a partir do momento em que o cliente compra a versão paga, que disponibiliza recursos extras e mais desenvolvidos.

Com a explosão de serviços no meio digital e cada vez mais empresas surgindo nos mais variados segmentos, é muito importante se atualizar sobre o mercado e adotar novas estratégias para satisfazer o cliente, fidelizá-lo e, por fim, não perder para a concorrência.

Por isso, vamos te mostrar mais detalhes sobre o modelo Freemium e como você pode aderir essa estratégia para sua empresa:

Como funciona o modelo Freemium?

O princípio do modelo freemium é oferecer um produto ou serviço que supra as dores do cliente de maneira totalmente gratuita.

Contudo, o plano gratuito não oferece todos os benefícios do serviço, e a partir do momento em que o cliente sentir a necessidade de obter a experiência completa, poderá assinar um plano pago com todas as funcionalidades liberadas.

O objetivo da estratégia de negócio freemium é conquistar os clientes a longo prazo. Ou seja, ele utilizará o serviço gratuitamente, conhecerá tudo o que pode oferecer, porém, para ter acesso a todos os recursos, precisará assinar o plano pago.

Você pode estar imaginando que o freemium seria como uma amostra grátis, não é mesmo? Mas existem muitas diferenças entre as duas modalidades:

O propósito do freemium é oferecer uma experiência que agrade o cliente a ponto dele por si só perceber o valor do produto e enfim assinar o plano pago espontaneamente.

Outra diferença é que as amostras têm um prazo de duração. Já no modelo freemium, o usuário que não deseja pagar continua a utilizar o produto ou serviço sempre que quiser, porém, com suas limitações.

Vantagens de adotar o modelo Freemium

Em resumo, a maior vantagem do Freemium é fidelizar clientes a partir de uma experiência de qualidade para o usuário e com isso aumentar o alcance e reconhecimento da sua marca.

De início, pode parecer que não vale a pena pagar por um serviço que disponibiliza uma versão gratuita, entretanto, conforme o usuário torna a utilização do serviço um hábito, ele certamente vai sentir necessidade em adquirir os recursos extras exclusivos na versão paga em algum momento.

Sendo assim, esses usuários gratuitos são como uma espécie de leads, que podem virar clientes

Ou seja, de maneira geral, as vantagens do Freemium são:

  • Aumentar o alcance da marca
  • Adquirir leads
  • Criar um bom relacionamento com o cliente
  • Causar uma experiência de qualidade para que o usuário compre o serviço

Exemplos de negócios que utilizam o modelo Freemium

Spotify

O Spotify é um dos negócios mais famosos que possuem o modelo Freemium e obtêm ótimos resultados.

Spotify é um excelente exemplo de modelo freemium
O serviço é gratuito. Mas quem consegue aproveitar ao máximo o Spotify num plano free?

O streaming de música permite ouvir artistas, músicas e álbuns, bem como criar playlists ilimitadas tanto para usuários gratuitos quanto pagos.

A diferença é que os usuários gratuitos são interrompidos frequentemente por anúncios no intervalo de uma música para outra, enquanto quem opta pela assinatura paga pode ouvir sem interrupções além de poder baixar as músicas para ouvi-las offline.

Segundo dados divulgados pela empresa, no primeiro trimestre de 2021 a receita vinda de assinaturas cresceu 14% na comparação ano a ano e chegou a 1,9 bilhão de euros. Isso significa que mesmo disponibilizando a versão gratuita, o número de assinaturas pagas só aumenta.

MailChimp

O MailChimp é uma das maiores plataformas de disparo de e-mail marketing do mundo. Esse sucesso se deve ao fato de oferecer diversas funcionalidades grátis que cumprem as necessidades de pequenos empreendedores.

Modelo freemium clássico com Mailchimp
Uma das melhores opções de e-mail marketing gratuitas. Ou pago!

O modelo freemium do MailChimp concede acessos a todos os recursos gerais na versão gratuita, contudo, possui a limitação de 2.000 leads cadastrados e envio de até 12.000 e-mails por mês.

Se você deseja – ou necessita – ultrapassar esses limites, precisa assinar a conta premium.

Dropbox

O Dropbox, serviço de armazenamento e compartilhamento de arquivos na nuvem, é outro que possui o modelo Freemium.

Armazenamento gratuito? Com Dropbox, só freemium mesmo
Armazenamento grande não tem como ser gratuito. E é aí que o Dropbox entra.

Todos os usuários podem salvar, acessar e compartilhar arquivos em qualquer lugar. Porém, a versão gratuita oferece apenas 2 GB de armazenamento.

Quem necessita de um espaço de armazenamento maior pode optar pelos planos pagos específicos para pessoas físicas e jurídicas.

Canva

O Canva é uma ferramenta de design gráfico com templates prontos e personalizáveis de diversas peças visuais.

Templates para todos os formatos, sites, modelos e necessidades.

A versão gratuita do Canva tem modelos um pouco mais limitados e sua equipe de colaboração pode ter até 10 membros.  Além disso, certas imagens, elementos e fontes só estão disponíveis na versão paga.

Já a conta Pro, permite a criação de equipes com 30 membros, além de acesso a cerca de 75 milhões de imagens, gráficos animados, arquivos de áudio e vídeo.  Outras funcionalidades são o upload de fontes personalizadas, paletas de cores e a possibilidade de salvar modelos.


Assim como essas grandes empresas do mercado atingiram o sucesso com o modelo Freemium, você também pode adotar a estratégia em seu negócio. Os centros de reparação automotiva, por exemplo, geralmente oferecem uma inspeção veicular gratuita para chamar a atenção do cliente nos períodos de férias, quando ele mais procura esse tipo de serviço.

Outras empresas, sejam elas tradicionais, negócios locais, startups ou mesmo multinacionais digitais, também podem aderir ao modelo freemium de oferta. Basta saber adaptar a estratégia ao seu segmento e começar a conquistar novos clientes!

E se o seu negócio precisar implementar um negócio como este, descubra como a Gama pode te ajudar. Contate a nossa equipe agora!