PASSO A PASSO PARA UMA CAMPANHA DE SUCESSO NO GOOGLE ADS

Saiba como explorar o melhor do Google Ads em anúncios que vão transformar o seu negócio!

Entre as diversas estratégias de marketing que ensinamos nos cursos da Gama ou que aplicamos no atendimento às empresas parceiras, a aposta em tráfego pago sempre é a que gera maior expectativa.

Por diferentes razões, as pessoas ainda têm um certo receio em investir dinheiro em algo que não está vendo, num destino incerto, em algo que não sei se vai funcionar. Pois bem, esses conceitos são bem ultrapassados e você deve passar por cima deles pra obter sucesso com estratégias de marketing digital, principalmente investindo em tráfego pago.

No post de hoje falaremos sobre uma destas estratégias, que num primeiro contato pode parecer aquele bicho de sete cabeças, mas que se for bem estudada e aplicada, será um grande aliado da sua empresa pra sempre: Google Ads!

Talvez você já saiba que Google virou sinônimo de “site de busca”. Isto porque praticamente todas buscas são por lá, então quem quiser ser encontrado tem que ‘estar no Google’. Utilizando-se ou não de técnicas SEO (seu site otimizado para aparecer entre as primeiras ocorrências de buscas no Google), o Google Ads é uma estratégia muito consistente para potencializar suas vendas, aumentar tráfego no seu site ou simplesmente atrair potenciais clientes para o seu negócio fazendo publicidade online através da plataforma.

O que é Google Ads?

Nada mais é que a plataforma de anúncios do Google, responsável por tornar a publicidade a maior parte do faturamento da empresa – US$ 30 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Nela, qualquer pessoa pode anunciar o que quiser, definir quanto vai gastar e onde este anúncio será exibido, podendo escolher canais fora das buscas do Google, como o Youtube e até mesmo o Gmail.

Google Ads a um toque de você.

Usando o site de buscas como exemplo, quando o usuário digitar sua pesquisa no Google, aparecerão no topo os sites com anúncios relacionados aos termos procurados. Isso ocorre também nas outras opções de buscas citadas no parágrafo acima.

A plataforma em si pode não ser tão intuitiva para usuários iniciantes, então é importante salientar como funcionam os anúncios: eles são separados por campanhas, onde cada uma delas pode trazer vários grupos de anúncios. Cada grupo de anúncios pode conter inúmeras palavras-chave e vários anúncios. Inicialmente, é mais indicado reservar um número menor de grupos de anúncios.

Campanha de Google Ads em 6 passos, partindo do zero

Está pronto para desmistificar ideias antigas e começar a explorar tudo de bom que o Google oferece para você e sua empresa? Então anote o nosso passo a passo e fique atento às dicas valiosas. Como diria a voz do Waze: “Tudo pronto, vamos!”

1- Criando a minha conta

Antes de mais nada, é preciso ter uma conta de anúncios para começar a usar a ferramenta. Não é necessário ter uma conta de e-mail do Google, então você pode escolher criar tudo novo.

Assim que acessar a página inicial do Google Ads e clicar em “Começar agora”, você faz a sua escolha. Para criar a conta basta ter um endereço de e-mail e um cartão de crédito válidos – é mais indicado o uso de cartão, mas há opção de boleto. Aí é só seguir os procedimentos de cadastros e verificar a conta. Prontinho!

2- Começando a configurar minha nova campanha

Ao iniciar uma nova campanha, a primeira definição é o tipo de campanha que deverá ser criada. Para saber exatamente o que escolher, é preciso saber o que cada opção vai te entregar como retorno, e isso depende do seu objetivo com este anúncio e do formato do mesmo.

Conheça cada tipo:

Rede de PesquisaAnúncios diretos na plataforma de buscas do Google
Rede de DisplayAnúncios em websites externos sem necessidade de busca
GmailAnúncios exibidos na parte superior das guias da caixa de entrada
Google ShoppingAnúncios dos produtos do catálogo, on-line e local, para e-commerce
VídeoAnúncios em vídeo no YouTube e na Rede de Display
Campanha de appsAnúncios exclusivos para aplicativos, direcionados para vários canais

Os dois tipos mais utilizados são os dois primeiros. A Rede de Display oferece a maior exposição do seu anúncio, pois não é tão concorrido, porém a opção de Rede de Pesquisa pode guiar mais facilmente os usuários do Google para suas palavras-chave – mas em um ambiente concorridíssimo.

Escolhido o tipo de campanha, você poderá definir uma meta para sua campanha, o que tornará os próximos passos mais intuitivos. Em uma Rede de Pesquisa, por exemplo, você terá três opções: gerar vendas, obter leads e tráfego para o site. Ao escolher uma das metas, você também deverá selecionar como você quer alcançar essa meta. Para entender melhor todos objetivos disponíveis em cada tipo de campanha, acesse este tutorial.

3- Segmentação da campanha

Defina detalhadamente o nome da sua pesquisa – etapa importante, pois quando a lista de campanhas crescer será mais fácil encontrar cada uma delas para analisar. Logo em seguida, defina a data de início e fim da sua campanha, optando sempre por períodos não muito longos. Isto impede que você tenha que editar algo na campanha caso algo mude em sua empresa no meio do caminho.

A partir disso comece a segmentação do anúncio. Nesta etapa, você tem diversas opções de locais, então cuide para selecionar bem. Não adianta ter um restaurante local e querer anunciar para o Brasil todo.

Confere só um trecho de uma de nossas aulas, ministrada pelo Felipe Techio, nosso head de criação:

Simulação de uma campanha de Google Ads para empresa fictícia, em estágio inicial de operação, em Porto Alegre.

Você terá a opção de segmentar seu público-alvo (escolhendo gênero, faixa etária, interesses, etc.) ou optar por deixar esta opção ampla, melhor alternativa para quem focar em palavras-chave – lembrando que no Google Ads, a segmentação de público por interesses não é tão precisa quanto no Facebook Ads.

4- Quanto investir?

Esta é uma das etapas que mais causam dúvidas. Nela, você deverá informar não só o orçamento, mas também a estratégia de lances. Pense no seu orçamento mensal para publicidade e divida pelo número de dias da campanha, além de considerar o pagamento por cliques (CPC, ou custo por clique), impressões (CPM, ou custo por mil impressões) ou conversão (CPA, ou custo por aquisição).

O valor do lance significa o máximo que você pretende pagar (por dia) e influencia a classificação do anúncio no topo da página ou não. Sempre considere os objetivos de campanha e o quanto tem para investir em sua campanha.

5- As palavras que direcionam meu anúncio

Esta é a etapa fundamental de uma campanha no Google Ads. É onde você vai conseguir direcionar da melhor forma um potencial cliente para o seu negócio. Sabendo quem é meu consumidor, a campanha deve conter palavras-chave que tenham esse objetivo.

Palavras-chave

Se utilizar palavras-chave abrangentes, como “móveis”, não serei assertivo em um negócio que vende somente móveis rústicos, por exemplo. Já pensando em “móveis rústicos sob medida” pode ser mais atrativo para seu consumidor específico, ao invés de derreter a campanha no volume de pessoas procurando todo tipo de produtos relacionados a móveis.

À esquerda, a pesquisa ampla; à direita, a pesquisa específica

Caso tenha dificuldades de encontrar as palavras-chave ideais, existem ferramentas e plataformas na internet que irão te auxiliar. O próprio Google oferecem o Keyword Planner como auxílio.

Palavras-chave negativas

As palavras-chave negativas permitem excluir das suas campanhas os termos que você não deseja que sejam buscados. Isso o ajuda a focar somente nos mais relevantes para os clientes.

Se eu tenho uma loja de produtos veganos e quero anunciar uma receita de lasanha vegana, por exemplo, devo considerar “carne” e “ebook” nas palavras negativas, já que quero afastar quem estiver buscando lasanhas de carne ou então um ebook com receitas veganas. Na prática, basta digitar “-carne” para que a palavra seja negativada.

6- É hora de estruturar o anúncio

Nesta etapa do processo, você deverá definir como este anúncio vai aparecer na Rede de Pesquisa. Ou seja, quando o usuário fizer a busca, o seu site aparecerá da forma que você definir. Um anúncio padrão no Google Ads é dividido em 4 partes:

URL finalSite para onde o usuário será enviado ao clicar no anúncio
TítulosPrimeira linha do anúncio, com 3 títulos de até 30 caracteres cada
Caminhos de Exibição Possibilidade de indicar uma URL com duas subcategorias de até 15 caracteres cada
DescriçõesLinhas de textos descritivos, com 2 descrições de até 90 caracteres cada

Quer ver só um bom exemplo? Ao buscar sobre “energia solar” em Porto Alegre, já aparecem três anúncios logo de cara. E um deles se sobressai justamente por cumprir à risca a estrutura de texto.

Dá uma olhada:

Olha só este exemplo: estrutura completíssima que deixa o anúncio no topo, largando na frente dos concorrentes que aparecem abaixo

Como falamos lá no início do post, cada campanha pode trazer vários grupos de anúncios. Então, se a sua opção é criar algumas outras alternativas de anúncio, basta clicar no botão SALVAR E CRIAR NOVO ANÚNCIO. Se não, basta revisar e sua campanha está finalizada e pronta para rodar!

Erros comuns numa campanha de Google Ads

Não pense que vamos acertar sempre. Às vezes um detalhe pode por sua campanha por água abaixo. Por isso, sempre indicamos fazer o maior número de testes possíveis. Mesmo assim, todos estamos sujeitos a cometer alguns erros.

Conheça os erros mais comuns:

  • Menosprezar as palavras-chaves: este é o momento em que sua cabeça deve ferver em busca da palavra-chave ideal. Não menospreze essa etapa, pois palavras genéricas ou muito amplas podem ser um desastre. Isso se aplica às negativas também;
  • Números não mentem: Aprenda como entender os números e aceite os resultados. Isso fará você errar rápido e consertar mais rápido ainda. Ou então acertar de cara e potencializar sua campanha;
  • Ignorar concorrentes: observe com atenção seu concorrente, principalmente aquele que já estiver num estágio digital acima do seu. Inclusive, alguns sites oferecem ferramentas para medir desempenho de sites concorrentes (SemRush e SpyFu);
  • Errar a página de destino: parece simples, mas é algo que acontece muito. É pouco rentável levar o cliente para a página inicial do seu site. Priorize sempre as páginas específicas para seu anúncio ser bem segmentado;


Resumo
  • O Google concentra praticamente todas buscas do mundo, então você precisa estar inserido nesse contexto!
  • Estude e planeje campanhas no Google Ads antes de começar a anunciar
  • Foco total no aprimoramento das palavras-chave
  • Saiba quais são os seus principais recursos dedique-se a uma campanha assertiva
  • Fuja dos erros mais comuns

Gostou do nosso conteúdo? Se você acha que isso tudo faz sentido para o seu negócio e quer saber um pouco mais sobre como colocar em prática, estamos aqui! Feedbacks são ótimos e a gente adoraria colaborar ainda mais com você. Escreva para o Fernando Potrick, nosso head de conteúdo: potrick@gama.etc.br.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

© Todos os direitos reservados. Desenvolvido com criatividade