BIO PERFEITA NO INSTAGRAM EM 8 PASSOS

Bio perfeita no instagram

O Instagram é a vitrine de seu produto ou serviço. É lá que o possível cliente terá um contato mais próximo com o que você oferece, por isso seu feed deve estar o mais intuitivo e visual possível para facilitar a navegação e, consequentemente, a venda. Já é comum encontrar conteúdos sobre estratégias para posts, stories, vídeos e outras ferramentas da rede social, entretanto, pouco se fala sobre ela: a bio perfeita no Instagram.

A bio é o primeiro elemento que aparece quando se entra num perfil, portanto, é como se fosse um cartão de visitas – que deve conter nome, uma pequena contextualização sobre a empresa ou profissional, formas de contato como telefone, e-mail, site, etc. É também o único local da rede social que permite adicionar um link clicável.

Sendo assim, ter a bio perfeita no Instagram é essencial para que o seguidor crie interesse em seguir visualizando o conteúdo da sua página.

Por exemplo: você está buscando por um confeiteiro para encomendar seu bolo de aniversário. Se nos perfis dos confeiteiros, eles incluírem na bio informações básicas como horários de atendimento, entrega, endereço onde atuam e contato, fica muito mais simples selecionar o profissional que mais se adequa ao que você deseja.

Em até 150 caracteres você terá a missão de cativar o usuário através de hashtags, links, emojis e frases impactantes que demonstrarão o motivo pelo qual ele deve te seguir e acompanhar. Então, é importante separar um tempo para elaborar uma bio perfeita no Instagram e aprender a utilizar os recursos corretamente.

Confira agora os 8 passos para criar a bio perfeita no Instagram:

1º passo para ter a bio perfeita no Instagram: nome criativo

O nome da conta é de extrema importância, pois, além de aparecer no topo da bio, é através dele que se encontra um perfil na barra de pesquisas. Você tem 30 caracteres para sair do óbvio e chamar a atenção do possível cliente colocando elementos além do seu nome.

Seguindo o exemplo do confeiteiro, ele poderia colocar seu nome + uma palavra-chave, como: “Ana Freitas | Cake Designer”, ou até mesmo adicionar um emoji para facilitar a visualização: “Ana Freitas | Cake Designer 🍰”.

Analise que tipo de informação ficaria mais atraente e esteticamente agradável para adicionar ao seu nome e faça testes para ver o que dá mais resultado.

2 – Nome de usuário

O nome de usuário, diferente do nome anterior, é o que faz parte da URL de seu perfil, ou seja, é a sua @.

Ele merece um cuidado especial porque precisa ter coerência com o nome do perfil e de preferência seja relativamente curto, para que, dessa maneira, fique fácil de ser lembrado e os seus clientes consigam te marcar com facilidade, ajudando na divulgação.

Se puder, evite sinais extras (underline, por exemplo) que possam prejudicar no momento de uma divulgação. Seguindo no exemplo citado, @anafreitascakedesigner tem um poder de divulgação maior que @anafrentas_cakedesigner, por exemplo.

3 – Agregador de links

Como dito anteriormente, a bio é o único local no Instagram onde pode ser colocado um link clicável.

Contudo, quando se deseja que o seguidor redirecione para várias outras páginas, torna-se difícil escolher somente um link. Os agregadores de links funcionam como uma espécie de página onde você adiciona a quantidade de links que desejar. Em outras palavras, você gera um único link para colocar na bio do Instagram e, quando o seguidor clica, é redirecionado a uma série de outros links para suas principais páginas.

Linktree como opção para uma bio perfeita no Instagram
Exemplo de utilização do Linktree.

O principal site utilizado para gerar um agregador de links é o linktr.ee, no entanto, existem diversos outros que cumprem a função, como: Linkme.bio, Add.bio e Linkto.bio. Cuide também com o tamanho da URL que irá colocar. Caso o link seja muito grande, utilize encurtadores de URL.

4 – Mencionar outro perfil

Caso você tenha outro perfil, seja ele pessoal ou de algum projeto e deseja que seus seguidores conheçam, marque ele na bio. Essa é uma forma muito eficaz de divulgação, tanto que diversos influenciadores utilizam a técnica. Dessa forma, seus seguidores podem consumir o conteúdo de ambos os perfis.

É possível que em uma primeira tentativa a @ mencionado não fique clicável por conta de um erro comum no Instagram, mas adicionando a @ na bio através do smartphone e tentando mais de uma vez, as chances de tornar-se clicável são maiores.

5 – Hashtags

Incluir hashtags específicas é uma ótima estratégia na criação da bio perfeita no Instagram, uma vez que seus seguidores podem utilizá-las em seus próprios perfis para compartilharem o seu conteúdo. Isso gera interação e divulgação. 

Além disso, utilizando também hashtags mais gerais, o seu perfil terá mais chance de ser encontrado nas buscas do Instagram.

Mas, atenção: é crucial não exagerar na quantidade de hashtags, visto que elas podem poluir a sua bio perfeita no Instagram. Escolha no máximo 3 e lembre-se que você pode substituí-las de tempos em tempos para observar quais geram melhores resultados.

Você pode entender melhor sobre o uso das hashtags aqui.

6 – Emojis

Os emojis são muito úteis para dar personalidade ao seu perfil, além de deixarem a bio com uma aparência mais atrativa.

emojis para criar a bio perfeita no instagram
Exemplo de bio perfeita no Instagram, com emojis separando as informações do perfil.

Você pode usá-los para substituir palavras, já que o limite de caracteres é baixo, dar destaque às informações importantes e deixar o texto mais simples de visualizar.

Usando os emojis com cautela, sem dúvida você estará no caminho certo para criar a bio perfeita no Instagram.

7 – Informações organizadas

Assim como os emojis são um ótimo recurso para facilitar a leitura, existem outras formas de deixar a sua bio mais agradável aos olhos dos seguidores.

Separe as informações em tópicos, de maneira objetiva, sem excesso de emojis e hashtags. Crie parágrafos e não deixe tudo em um só bloco de texto.

8 – Insira CTAs

As Call to Actions (em português, chamadas para ação) servem para convidar os seguidores a realizarem, como o nome já diz, uma ação. Você pode colocar em posts no Instagram algumas CTAs para que os possíveis clientes acessem o famoso “Link na bio”.

Outra opção muito válida é chamar o usuário a executar uma ação de interação, como “comente o que você achou desse post”, “marque seu amigo que adoraria saber essa dica” ou “isso também ocorre com vocês? Envie uma DM que nós te ajudaremos”.

A importância de ter uma bio perfeita no Instagram

Como você pôde observar, a bio tem um papel fundamental para a identidade de sua marca no Instagram. Seguindo todos os passos corretamente, ela pode ser a peça-chave para atingir os resultados que deseja.

E não esqueça que ela sempre será a vitrine do seu negócio. Assim sendo, é normal que seja atualizada de tempos em tempos.


Gostou do nosso conteúdo? Se você acha que isso tudo faz sentido para o seu negócio e quer saber um pouco mais sobre como colocar em prática, estamos aqui! Adoramos feedbacks e também gostaríamos de colaborar ainda mais com você. Escreva para o Fernando Potrick, nosso head de conteúdo: potrick@gama.etc.br.

VOCÊ SABE COMO USAR AS HASHTAGS?

hashtags

Elas já são conhecidas de quase todo mundo, mas você pode dizer que sabe como explorar as hashtags no gerenciamento da sua empresa nas redes sociais?

Já faz um tempinho que as hashtags estão entre nós. Mais recentemente, no entanto, elas ganharam uma importância ainda maior, pois passaram a facilitar bastante a “vida digital” de empresas, empresários e influenciadores. Com o aumento constante do uso das redes sociais, a presença das hashtags está se tornando cada vez mais recorrente.

Quase todos que utilizam redes sociais, seja para produzir conteúdo ou para consumi-lo, já viram e até mesmo chegaram a utilizar essa técnica, porém não entendem a sua função principal.

Neste post, vamos explicar direitinho o que são hashtags, para que servem e como utilizá-las. Mesmo que você já tenha uma ideia do significado, hashtags podem ser muito mais do que você imagina.

Hashtag: o que é?

Hashtag é um termo composto por uma ou mais palavras agrupadas, precedido pelo símbolo cerquilha (#), o famoso “jogo da velha”. Em inglês, tags significam etiquetas e referem-se a palavras relevantes, que associadas ao símbolo # se tornam hashtags.

A ideia surgiu em agosto de 2007, por meio do designer Chris Messina, como forma de agrupamento de mensagens que permite buscar por conteúdo com tema específico em redes sociais. Naquela época, amplamente difundida graças ao Twitter.

Por conta da utilização massiva e incorporação ao cotidiano das pessoas, o termo hashtag foi adicionado ao dicionário da língua inglesa Oxford em junho de 2014.

É importante lembrar que o símbolo # não se chama hashtag, como muitas pessoas costumam nomear de forma errada.

Cliques

No meio digital, ao adicionar o símbolo # no início de qualquer palavra, ela se torna uma hashtag e passa a ser clicável. Nas redes sociais, é esse mecanismo que permite que diversas postagens, comentários, legendas, fotos, vídeos, de diferentes contas e perfis, sejam agrupadas e visualizadas.

No twitter, de onde viraram febre, as hashtags formam aparecem entre os trending topics, temas com mais ocorrências na plataforma.

Hashtags aparecem entre os termos mais comentados do twitter
Ao iniciar uma busca, na seção “# Explorar”, algumas hashtags já aparecem entre os termos mais comentados.

Palavras-chave

Ao se tornar clicável, a hashtag funciona como uma palavra-chave, funcionalidade fundamental no mecanismo de pesquisa do Google. Seja de forma orgânica ou paga, as pesquisas do Google estão baseadas nas palavras-chave (entenda mais sobre esse assunto AQUI). Nas redes sociais, a ideia é bem semelhante: segmentar termos que possam ser buscados e encontrados de forma mais simplificada.

Como e quando utilizar hashtags

Como falamos, hashtags são termos transformados em links. Então, ao clicar nesse link, você será direcionado para o ambiente onde estejam outras postagens em que as pessoas que também tenham utilizado aquela hashtag específica. Assim que você seleciona uma palavra-chave para um conteúdo, este post é automaticamente adicionado ao grupo de pesquisa daquele tópico.

Isto ajuda o social media da marca, que estará direcionando seu conteúdo para uma comunidade ou um nicho onde haverá outros conteúdos relacionados ao tema. E para o usuário em geral, esta é uma maneira muito prática de agrupar diversos conteúdos sobre um determinado tema, facilitando a pesquisa sobre o tópico desejado.

Um exemplo claro para você entender claramente: o assunto deste artigo é HASHTAG, obviamente. Logo, assim que eu compartilhar este texto no Instagram da Gama eu vou incluir na minha legenda os termos #hashtags e #blog. Assim, meu post fará parte de um grupo onde estarão outros conteúdos relacionados aos temas.

hashtags: #hashtags #blog
Aí estão, as seções onde se agrupam as hashtags #hashtags e #blog

Como funcionam as hashtags em cada rede social

Já sabemos que cada rede social tem um determinado comportamento quando falamos da atuação dos usuários. Nesse caso, são diversos os fatores que influenciam para que uma rede social tenha funcionalidades que outra não tem, e vice-versa. Com o uso de hashtags, não é diferente

São várias as redes sociais que permitem uso de hashtags e que as exploram, mas o comportamento dos usuários é bem diferente e singular em cada uma delas. Até por isso, uma hashtag que faça sucesso no Twitter, pode não performar tão bem no Instagram, por exemplo. Conheça as principais redes:

Twitter

Berço das hashtags, o Twitter praticamente ensinou o mundo digital a utilizar as hashtags. Porém, com a limitação de caracteres (já foi 140 e agora é 280) as pessoas costumam utilizar apenas uma ou duas hashtags em seus posts, justamente por ser uma plataforma de microblogging.

Devido ao comportamento imediatista da plataforma e dos usuários, hashtags surgem tão rapidamente quanto somem. Às vezes, alguns termos duram dias, vão para o topo dos trending topics, e depois caem no esquecimento.

Instagram

Qualquer usuário pode utilizar hashtags em seus posts, comentários, Biografias e stories. Porém, ela só terá efeito prático se sua conta for pública. Se não, somente seus seguidores poderão visualizar e clicar sobre as hashtags.

Um dos diferenciais do Instagram em relação a outras plataformas é a sugestão de hashtags. Ao inserir o símbolo # e começar a digitar, automaticamente o Instagram começa a sugerir hashtags baseado na popularidade.

Facebook

No Facebook, é ainda mais fácil buscar pelos resultados usando uma hashtag específica. Depois que você publica uma postagem, a hashtag utilizada aciona automaticamente um link para a página que reúne estes resultados. Sendo assim, é só clicar no seu próprio post para encontrar o que outras pessoas estão postando com aquela hashtag.

Mesmo apresentando funcionalidades interessantes para as hashtags, o Facebook é uma plataforma onde os usuários não têm o comportamento geral de utilizar e explorar essa técnica.

5 dicas básicas para utilização das hashtags

Não tem receita de bolo para transformar as hashtags em máquinas de venda. No entanto, existem algumas práticas que o mercado já nos deu a resposta de que dão certo. Confira abaixo algumas dessas dicas.

1- Confira a ortografia

Mesmo que algumas hashtags não sejam palavras que existam de verdade, elas devem ser escritas corretamente. Um simples errinho de ortografia, ou mesmo de digitação, por definir o fracasso do uso da sua hashtag.

  • Exemplo 2: No caso de palavras que “não existem” ou frases ditas popularmente com erros de concordância, tome cuidado para escrever na mesma grafia que a hashtag original. Uma frase que se popularizou no Rio Grande do Sul, por exemplo, foi “é os guri”. Naturalmente, acabou virando hashtag. Porém, mesmo escrita e dita de forma errada, existe uma hashtag que é mais utilizada explorada que outras.

hashtags com erros de digitação
Note a diferença na quantidade de publicações entre a hashtag original e a hashtag digitada errada.
  • Exemplo 3: Tome muito cuidado com hashtags com termos em outra língua. Em 2018, um fato bizarro causou furor nas redes sociais. Uma das hashtags mais utilizadas pelos brasileiros acabou sendo mal compreendida fora do país. Provavelmente você já a utilizou ou pelo menos já viu uma postagem com a hashtag #sextou, certou? Este é um termo brasileiro criado pra indicar o comportamento de se livrar dos problemas da semana, já que é sexta-feira. No entanto, fora do país essa hashtag passou a ter outro significado. Quando desmembrada, sextou virou “sex to u”, que numa tradução livre seria “sexo para você”. Ou seja, os gringos começaram a utilizar essa hashtag para compartilhar conteúdos pornográficos nas redes sociais, em especial no Instagram.

2- Evite hashtags longas, com muitas palavras

Quanto mais palavras forem agrupadas para formar uma hashtag, menor será seu alcance. Ao invés de criar algo como #SuaOpiniãoSobreOGovernadordoSeuEstado, vale mais a pena desmembrar e potencializar o uso de mais de uma hashtag, como #opinião + #GovernoEstadual.

3- Não transforme todas palavras em hashtags

Seguindo no mesmo exemplo anterior, neste caso é quase o oposto. Não fará sentido transformar cada palavra de uma frase em uma hashtag única, poluindo seu post ou comentário, e sem efeito prático em hashtags como #Sua, #Sobre e #Seu.

4- Use hashtags relacionadas ao tema

Esta é a última e principal dica. O mais indicado parar incorporar hashtags ao seu post é compreender quais são as principais opções relacionadas ao tema da sua postagem. Perceba que os usuários e seu potencial público-alvo acessarão esse conteúdo através de hashtags e também acionando as hashtags.

Porém, não é tão simples identificar quais hashtags são relevantes e identificam de fato o assunto da sua postagem. Por isso, utilize muita pesquisa prévia para aferir quais hashtags são importantes para seu perfil, de forma geral, e também para cada postagem que será feita.

5- Extra: Ferramentas para escolher e monitorar hashtags

Dá só uma olhada em como você pode fazer para procurar esses termos e usar as melhores hashtags:

  • Instagram: dentro do próprio app do Instagram, você consegue buscar e monitorar hashtags relevantes. Acesse outros posts e perfis semelhantes aos seus (para saber mais sobre Benchmarking, clique AQUI) e identifique hashtags mais utilizadas. Além disso, nas buscas e até mesmo ao digitar um termo precedido do símbolo #, você consegue identificar os termos mais populares.
  • Ingramer: este site oferece diversas ferramentas que podem ser utilizadas para qualificar seu Instagram. Uma delas é o “Hashtag Generator”, termo em inglês (sim, o site é todo nesta língua) para gerar hashtags referentes aos teus termos. Ah, nas ocorrências você poderá encontrar hahstags em várias línguas.
  • Keyword Tool: pode ser utilizado tanto para palavras-chave quanto para hashtags, esse site tem funcionalidades que se aplicam a muitas plataformas, como Google, Youtube, Amazon, entre outros. Você pode selecionar a linguagem do termo que será buscado e digitá-lo, conferindo uma lista com hashtags ou perfis com mais ocorrências.
  • Leetags: o sistema de buscas é parecido com outros. Porém, no Leetags você tem a opção de buscar hashtags por categorias, afunilando ainda mais a segmentação e encontrando opções dentro do seu segmento de atuação.
#explore
RESUMO

As hashtags ainda podem ser um mistério para alguns, mas existem cada vez mais ferramentas para qualificar seu uso. Dedique um pouco dos seus recursos (tempo, pessoas e dinheiro) para estudar as principais hashtags relacionadas ao seu produto ou serviço, aumentando a relevância das suas postagens e do seu perfil. Certamente, a consequência será positiva e você poderá divulgar melhor o seu negócio.


Gostou do nosso conteúdo? Se você acha que isso tudo faz sentido para o seu negócio e quer saber um pouco mais sobre como colocar em prática, estamos aqui! Feedbacks são ótimos e a gente adoraria colaborar ainda mais com você. Escreva para o Fernando Potrick, nosso head de conteúdo: potrick@gama.etc.br.